Cultura Árabe Passado&Presente

Cultura Árabe Passado e Presente


******************************

Sayed Darwish:



       Sayed Darwish El Bahr ( Sayed Darwish ), Egípcio da cidade de Alexandria, nascido em 17 de Março de 1892,

      O Pai e criador do Shaabi e Muwashahat, Sayed começou a sua carreira bem cedo, casou com 16 anos de idade e se tornou pai de família bem cedo, começou trabalhar com a musica mas não teve sucesso no inicio, abandonou a musica e começou trabalhar na construção, e gostava durante seu trabalho de cantar e assim se tornou conhecido entre seus amigos do trabalho com sua voz bonita,

Pela consciência se encontrou com dois grandes nomes na musica na época os irmãos Amin e Salim Atallah, eles trabalhavam numa casa de chá perto de onde Sayed Darwish trabalhava na construção.

     Sayed Darwish foi convidado por eles e viajaram para região Al Sham apresentando trabalhos musicais no fim do anos 1908, voltou a região Al Sham novamente em 1912 e ficou até 1914, neste anos ele estudou profissionalmente a tocar a instrumento árabe Alaoud, e aprendeu e escrever as notas musicais.

    Sayed começou a ter a sua fama e se torna conhecido no meio artístico na época, e começou a compor a primeira composição dele que chamava pelo “ Ya Fouady Leh Beteashak”, No ano 1917 Sayed Darwish mudou para cidade do Cairo capital do Egito, e nisso a sua fama se tornou maior e começou a trabalhar com as grandes bandas na época como Banda Nagib Al Rihany, Jorge Abiad e Ali Al Kassar.

    Em 1919 teve a revolução no Egito e Sayed fez a musica que marcou a revolução se chama Oum Ya Masy “levanta Egípcio”,

   No pouco tempo da vida artística do Sayed Darwish, ele escreveu 40 muwashah, 30 histórias de ópera.

As musicas do Sayed Darwish teve a sua filosofia, ele sempre dizia que a musica é uma língua universal que possa chegar a todos no redor do mundo, basta chegar o povo “ser ouvida e cantada pelo o povo”, e suas musicas começou a ter outro sentido, começou escrever para atingir o povo em todos os sentidos e suas musicas começou a ser catada e repetida pelo a voz do povo e começou a nascer o “Shaabi”, a cada acontecimento tem a sua história e em cima do acontecimento ele começou a fazer suas musicas.

    As composições do Sayed Darwish a cada dia se tornaram conhecidas e começou a suar “Makamat” em seus composições como Makam Hegaz Kar, nisso a sua fama chegou até o grande nome do teatro na época Salama Hegazy que decidiu viajar pessoalmente até Alexandria para ouvir Sayed Darwish e isso foi no ano 1914, e nisso Salama Hegazy convidou Sayed para se tornar membro da sua equipe e ele aceitou e voltou o Cairo com ele.

   Sayed chegou trabalhar com as maiores grupos musicais na época como o grande Jorge Abiad que com ele viajou a toda oriente médio e chegou a lançar El Muwashahat que se tornou o lado mais rico e culto na musica árabe .

    A vida do Sayed Darwish terminou em 10 de setembro de 1923, foi envenenado, alguns dizem que foi pelos Ingleses e outros dizem que foi pelo rei Fouad, Sayed morreu com 31 anos de idade.

    Sayed Darwish continua vivo em todo Egito e dentro do todo egípcio, nos anos 20 ele compor o hino nacional do Egito “ Bladi.. Bladi” que até hoje é o hino do Egito.


**********************************


Nizar Quibany
A poeta do amor e mulher,
        Nasceu em em 21 de Março de 1923 na cidade Domasco Síria, Uma família tradicional Síria, Neto de grande personagem do teatro árabe Abu Khalil Al Quibany, Nizar estudou direto na universidade Síria no Cairo e se formou em 1945. Um das paixões dele que marcaram a sua infância era o design e a pintura, sua inspiração pelas cores vem da sua própria casa, um das cores mais favoritos era o verde e isso vem de as plantações que estavam em sua casa.

      Em 1944 Nizar escreveu a promeira poema dele e teve nome de “ Qalat Li Al Samra” ou a morena me falou.

     Em 1952 trabalhou como embaixador da Síria em Londres durante dois anos, Em 1958 como embaixador da Síria na China e em 1962 como embaixador da Síria em Madrid.

     Em 1966, abriu a sua editora no Líbano onde começou a escrever suas poesias, Casou por duas vezes, após a morte da esposa ele deixou o Líbano e passou sua vida entre Paris e Gineva e os últimos 15 anos da sua vida em Londres.

    Suas poemas marcaram muito no mundo árabe, muitas delas estão cantadas pelos grandes cantores árabes como Abdel Haleem Hafez e Najat Al Saghira, a maior parte das suas poesias sempre falava do amor e da mulher.

    Em 30 de Abril de 1998 Nizar Quibani faleceu com 75 anos com uma parada cardíaca em Londres, Nizar foi enterrado em sua cidade natal Demesq em Síria.


**********************



Omar Khairat:
Um dos maiores compositores da musica clássica do Egito,

Omar Khairat Nasceu em 12 de Fevereiro de 1947 na cidade do Cairo, Egito.

Omar vem de uma família ligada a arte e musica, presenteou antes o grande compositor Abu Bakr Khairat,

Fundador de orquestra Al Masry.

Omar Khairat, um apaixonado pela musica especialmente o piano, seu começou com o piano foi em 1959 quando começou a estudar com o professor Italiano Karo, após viajou a Londres para estudar orquestra, e se tornar maestro,

Omar se juntou com a banda “Li bety Sha” e começou a tocar Dramz (bateria) e um das composições dele do sucesso na época foram “Al Khadema”.

Omar Khairat participou em varias óperas de sucesso no Egito e no mundo.

Prêmios:

Omar, foi premiado por sua participação musical na ópera e no cinema egípcia, um dos nomes dos filmes que Omar teve a sua premiação por sua participação musical são,

- Filme Al Herob Men Al Khanka em 1988

- Filme Al Bahs Na Tut em 1997

- Filme Al Noum Fi Assal em 1997

- Premio Oscar do cinema egípcia em 2003 do fime Al Mafia.

Trabalhos realizados do Omar Khairat:

Musica Ballet Al Arafah – Banurama Al Obur – òpera Roh October e muitas outras

Uma das composições mais conhecida do Omar é Adeia Am Ahmed.




**********************************


Mahmoud Reda:

           Reda trupe grupo folclore egípcio começou no final dos anos 50 liderada por Mahmoud Reda,
Considerada o primeiro grupo nacional de folclore,
A construção do grupo vem pelo Mahmoud Reda junto com o primeiro bailarino e coreografo e músico Ali Reda, E a primeira bailarina Farida Fahmy após da morte da bailarina Naima Akef. 
          A Reda Trupe começou suas primeiras apresentações no Teatro Al Azbakeya no Cairo in Agosto de 1959, Começou com 13 bailarinos, 13 bailarinas e 13 músicos a maioria são formados em nível superior.

        As coregorafias do Mahmoud Reda a maioria foi insperada da vida dos compones ( moradores do baixo Egito e Alto Egito ).

       Em 1961, Saiu decreto que tornou a Reda Trupe ser um grupo nacional que pertence o teatro nacional do Egito, e foi promovidos os dois irmões Mahmoud Reda e Ali Reda como diretores do grupo.

      Em 1962, mudou a sede do grupo para o teatro Metrobol no Cairo, E neste época teve o encontro com o maestro Ali Esmael que deu o nascimento do primeira orquestra de folclore na história nela foi criada todas as óperas como Wafa El Nil.. Ali Baba e os quarenta ladrões, Ranet El Kholkhal.
      Em 26 de Julho 1962 o grupo mudou novamente para El Mohandessen no Bairo El Ataba no Cairo, depois para Casa de ópera e no fim para teatro Al Ballon.

     A Reda Trupe chegou a ter no total em cerca de 180 artistas e nisso o grande maestro Mahmoud Reda decidiu dividir a trupe para 3 grupos, e foi fundado centro Mahmoud Reda de novos talentos.
    Nos anos 80 a Reda Trupe apresentou nova linha de dança que conhecida pelo Muwashahat que teve grande receptiva como ( Agaban Le Ghazal Katal Agaba - Lahzun Rana ).



                                             *********************************


Munira El Mahdeya:

         Munira El Mahdeya, A primeira mulher que pisa no teatro no Egito, Nasceu em 16 de Maio 1885 e morreu em 11 de Março em 1965, com idade de 80 anos a pós de uma grande carreira artística que durou em cerca de 30 anos.

        Munira nasceu num município se chama El Mahdeya de uma cidade se chama El Sharkeya no Egito,
Ela começou sua vida artística em noites de comemorações em uma cidade se chama El Zakazik, e até foi descoberta por dono de uma casa de chá que levou a ela até o Cairo em 1905,
     
      Começou ter sua fama e foi chamada por "Sultanet El Tarab" e em curto tempo foi aberta uma casa de chá dela que colocou o nome de "Nozhet El Nefus" que ficou point de encontro de jornalistas, escritores e músicos,.

     Em 1915, foi a primeira vez que ela pisa no palco de teatro com orquestra Aziz Aid, para cantar uma Kasida (história cantada) se chama Hassan do Salama Hegazy, e neste dia foi a estreia de primeira mulher egípcia no palco do teatro.

    Munira teve também seu papel fundamental na libertação da mulher, como na politica também.
Munira chegou a trabalhar junto com os grandes compositores na época como Mohamed Abdel Wahab, e foi para a cinema e participou no primeiro filme em 1935 que chama de Al Ghandour.

    Em 1948 a Munira decidiu voltar o teatro depois que se distanciou em cerca de 20 anos, Mas não teve a grande recepção como ela esperava, Ela encontrou uma grande concorrência na época que é a eterna Oum Kalthoum e nisso a Munira não conseguiu ir a frente e decidiu encerrar a sua carreira artística.  
        

*******************************

Você Sabia?


Taheya Karioka, A bailarina e atriz que mais casou na história no Egito.




     Taheya Karioka, Teve 14 casamentos e mesmo assim nunca teve filhos, O nome verdadeiro é Badaweya Mohamed Ali, Nasceu na cidade Ismaaleia no Egito.

Neste artigo vamos conhecer os nomes deste 14 esposos de Taheya.

1- Antuan Essa em 1939 o casamento durou apenas um ano.

2- Um dos mais nobres no Egito, Mohamed Sultan Basha, o casamento durou apenas 6 meses.

3- Tenente americano Livy, era judeu e converteu o islamismo o casamento durou pouco tempo.

4- Diretor Fatin Abdel Wahab, o casamento não durou por conta do ciumes dele.

5- Ator Ahmed Salem, foi muito amado pela Taheya, Mas separaram por boate de relação com a cantora Asmahan.

6- O Piloto Houssen Atef, foi o piloto do rei Farouk, o casamento não durou mais de 2 meses.

7- Ator Roshdy Abaza, e separaram por conta da traição por parte dele.

8- Tenente do Rei Farouk Mostafa Kamal Sadki, e separaram quando foi mandado pra fora do pais.

9- Um Jovem chamava Abdel Menem Al Khadem, o casamento durou por cerca de 5 anos e terminou em 1956

10- O médico Hassan Housseen, e separaram por conta de um boato de relação entre a cantora Sabah

11- Cantor e ator Moharam Fouad, em 1959 e o casamento durou apenas um ano

12- Ahmad Zo Alfakar, o casamento durou um ano.

13- Escritor Faiz Halawa, foi o casamento mais supreviveu e durou em cerca de 18 anos

14- O diretor Hassan Abdel Salam, e foi casada até faleceu.

*****************************


2 comentários:

  1. Excelente matérias! Gostaria de saber se existe algum Grupo como o Reda, nos dias atuais? Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Iaset, obrigado pelo comentário,
      Sim claro, existe muitos de grupos de folclore no Egito que também viagem o mundo apresentando o folclore egípcio, O Reda Troup realmente é o mais conhecido porque além de ser o fundadores do folclore no teatro e cinema é também o grupo pertence o teatro nacional do Egito, Mas existe muitos grupos como Kafr El Sheikh Troup, Tanta Troup, Alaa Abu Leila troup, Hassan Ali Troup e outras.
      Abraços !!

      Excluir

Grato por deixar seu comentário.